Imagem capa - 7 DICAS PARA FAZER UM MINI WEDDING (CASANDO NA PANDEMIA) por ANDERSON CARLOS CREPALDI
Dicas

7 DICAS PARA FAZER UM MINI WEDDING (CASANDO NA PANDEMIA)

Você se prepara meses, até anos antes da data que tanto sonhou: faz planos, fecha contratos, faz reuniões, degustações e visitações, e quando chega o ano do casamento acontece o inesperado - uma pandemia mundial. Mas ninguém imaginou acontecer algo assim a ponto de abalar o mundo inteiro. Sim, estou falando do mundo. Você chorou, Ficou triste, chateada e se perguntando o porquê daquilo estar acontecendo, mas Deus sabe de todas as coisas. O casamento que tanto sonhou precisou ser adiado, mas nem por isso, precisa ser cancelado.

Muitos casais, estão fazendo acontecer e assim, o mini wedding ganhou mais força do que nunca. Antes disso tudo, os casamentos intimistas já tinham um lugar guardado com muito carinho por conta do acolhimento, do "se sentir em casa", e para ser somente familiares, bem intimista. Mas agora, veio com força total por ser um casamento super reduzido em todos os aspectos.

A coragem vem, o sonho de casar bate na porta de novo, mas as dúvidas começam a surgir: Onde casar? Quem convidar? Quanto irei gastar? Onde me arrumar? Qual decoração escolher? O que servir? Quem será meu fotógrafo? São muitas perguntas que precisam de uma resposta e aqui nesta matéria vamos te mostrar os últimos mini weddings que tivemos o prazer de fotografar e contar um pouquinho de como foi com muitas inspirações.

Vamos juntos?


Onde casar?

Comecei justamente por essa pergunta, porque acho que é a mais importante: o local. Definindo um lugar, a orquestra já se forma e podemos visualizar como será. 

Agora imagina casar em um lugar onde você se sente à vontade, um lugar acolhedor, e cheio de aconchego. Muitas pessoas não sabem o potencial e o quão lindo é casar em casa. Sim, casamento em casa! Na sala, no jardim, sala de jantar, onde for, é simplesmente perfeito. Os convidados se sentem acolhidos, e você pode dar atenção devida à todos, sem excessão. E claro, podendo chamar somente quem participa de sua vida.

Ah, Thaiss, não quero casar em casa, porque moro em um apartamento e é muito pequeno, ou por N motivos... Sem problemas! O que mais estamos fazendo é casamento no cartório e depois recepção em um restaurante. Dessa forma, você consegue unir o útil ao agradável: um restaurante bonito, comida boa e quem você ama.

Thaiss, ainda assim, acho que quero algo somente meu e do meu noivo: assim nasceu o Elopement Wedding! Um casamento à dois, com muita emoção e verdade. Escolha um lugar que tem muito a personalidade, um celebrante e um fotógrafo - Voila! assim nasce um casamento!


Alessandra e Felipe - Mini Wedding em casa


Maria Rafaela e Bruno - mini wedding em casa





Aqui, nesta fotografia, a Louysie e o Guilherme escolheram o restaurante Spaghetti Notte para recepcionar os familiares depois da cerimônia na igreja que frequentam.

Eles pediram para reservar o restaurante inteiro para que sua família se sentisse muito acolhida, então cada cantinho foi bem aproveitado para fazer as fotografias.

A comida é sensacional e foi servido o menu completo para todos os convidados, e, inclusive eu indico o Spaghetti à carbonara deles, que é sensacional.



Beatriz e William - Micro Wedding em casa 

Beatriz e William - Micro Wedding em casa 


Quem convidar?

Não importa o tamanho do seu casamento, quando surge essa pergunta, dá até um frio na barriga, não é mesmo? Eu entendo, perfeitamente, porque (como todos sabem) também sou noiva, e a lista (se assim podemos chamar kkkk) é um tanto mais difícil de se fazer, já que queremos incluir todos aqueles que amamos, mas a nossa família insiste em levar aquele primo do vizinho que casou há 10 anos, mas que te convidou (pronto, falei! kkkk). 

O mini wedding, como o próprio nome diz: mini, de pequeno, é somente para as pessoas mais próximas de seu convívio. Ou seja, no máximo, 40 pessoas. e ainda existe o micro wedding que é mais intimista ainda e que é um número que convidados ainda mais reduzido, por volta de 15 pessoas.

Por isso, chame somente quem é muito próximo de você e quem convive de verdade. Assim você sentirá o amor no olhar de cada um.





Quanto irei gastar?

Essa é uma pergunta relativamente diferente para cada pessoa. Digo isso porque existem vários cenários, como por exemplo: 

1) Você pode não fazer uma festa grande de casamento, mas escolher o melhor de cada fornecedor para que tudo seja perfeito. Neste caso, o gasto é proporcional ao nível de conforto que você quer dar aos seus convidados. 

2) Ou gastar bem menos, indo apenas no cartório e depois um restaurante para 15 pessoas. 

Tudo depende da variante conforto e experiência que você quer proporcionar à sua família.


Onde se arrumar?

A importância do making of não acontece somente em casamentos grandes, mas também existe o momento de se arrumar em um casamento pequeno.

Aqui você pode ser prática, criativa, simples...com tanto que esteja confortável com o seu processo de preparação para o casamento. Aqui vai algumas dicas:

1) Se arrumar em casa;

2) No salão do prédio;

3) No salão de beleza;

4) Em um hotel.





Qual decoração escolher?

Seja em casa, no restaurante ou um casamento à dois, a decoração é o charme de tudo. Não precisa ser um caminhão de flores, ou decoração para todos os lados... Uma mesa de doces com o bolo bem feita, deixa qualquer um suspirando.

Invista em bons doces, alguns arranjos e um bom bolo e pronto! Algo pequeno, mas com seu charme.





O que servir?

Eu costumo dizer que organizar um mini wedding é como uma costura bem fixa, onde todos os pontos precisam se encontrar. Mas o que isso quer dizer? Vamos lá: Vai ser de dia? à noite? em casa? no restaurante? O que sua família não gosta? Sim, essa última pergunta é muito importante, porque se trata de um casamento intimista, então certamente você irá querer agradar à todos que ama. Um belo exemplo sou eu mesma: adoraria fazer um mini wedding para mim e o Anderson e servir queijos, vinhos e comida japonesa, mas minha família iria odiar kkkkkk (Mas se sua família gosta, já é uma boa indicação para entradas!) Aqui vai algumas dicas:

Se for em casa:

1) Chame um chef de cozinha e peça ideias das comidas que sua família mais gosta.

2) Contrate um buffet pequeno para servir o menu completo (entrada, prato principal e sobremesa)

Se for no restaurante:

1) Faça degustação antes e escolha os pratos mais "universais", ou seja, aquele que a chance de dar errado, é mínima.





Quem será meu fotógrafo?

Gente, a pergunta que mais deixa dúvidas é essa. Acredite, se quiser, existem pessoas que investem tudo no casamento, e deixam a fotografia por último (estrategicamente deixei esse tópico por último para conversarmos sério kkkkk).

Você sabe que as frases mais clichês só foram construídas, por conter muita realidade? Sim! e aqui vai uma: "A única memória que fica guardada depois de todos esses itens, é a fotografia!" É com ela que você pode relembrar como foi a hora da cerimônia, um abraço do pai, a mesa de decoração...tudo através do nosso olhar (fotógrafos).

Por isso, pense em qual estilo de fotografia você gostaria e convide um fotógrafo para participar desse momento com você.


Alessandra e Felipe - Mini Wedding em casa

Mariana e Raphael - Micro Wedding cartório + Restaurante

Louysie e Guilherme - Mini Wedding igreja e restaurante

Beatriz e William - Micro Wedding em casa

Thaiss e Anderson - Seus futuros fotógrafos rs